Page 1 of 13 1234511 ... LastLast
Results 1 to 5 of 63

Thread: Porto Alegre (RS) | Linha 2 do Metro

  1. #1
    paolapoa's Avatar
    Golden Member

    Status
    Offline
    Join Date
    Mar 2008
    Location
    Porto Alegre, Brasil
    Posts
    11,606
    Liked
    27 times
    Rep Power
    18

    Default Porto Alegre (RS) | Linha 2 do Metro

    Metro de Porto Alegre - Linha 2

    A implantação da Linha 2, embora totalmente em Porto Alegre (corredores Nordeste e Sudeste) atenderia toda a Região Metropolitana, cuja população é da ordem de 3,2 milhões de pessoas. A demanda diária prevista, considerando o horizonte de tempo para sua implantação completa, é de 450.000 usuários/dia e, com sua conexão com a Linha 1, poderá ampliar a demanda do Corredor Norte para 220.000 usuários/dia, redundando numa demanda total de 670.000 usuários/dia. A repercussão dessa situação, adotando-se um modelo de operação e integração modal adequado, é que, no conjunto, Linhas 1 e 2 poderão viabilizar um sistema com um padrão de cobertura financeira que nada deixará a desejar comparativamente a sistemas com escalas de demandas similares em operação no mundo.

    Nos estudos e projetos da Linha 2, são relacionados como principais benefícios decorrentes de sua implantação:


    redução significativa do volume de ônibus que hoje sobrecarrega os principais corredores e o Centro da Capital (oito mil viagens/dia de ônibus a menos ao Centro de Porto Alegre);

    redução do impacto urbano e ambiental gerado pela atual situação (redução dos níveis de poluição ambiental, lançando 3 mil toneladas de dióxido de carbono a menos por ano);

    redução do potencial de acidentes (menos 13.800 acidentes e 30 mortes por ano);

    ganho de tempo nos deslocamentos, direcionando-o para o lazer, conforto e revitalização das áreas lindeiras.

    Custos

    Segundo os valores estimados pelo Projeto Básico de Engenharia elaborado pela Trensurb, os investimentos para a implantação são da ordem de R$ 2,5 bilhões. A viabilização da contratação de financiamento externo requer a definição institucional de um modelo de gestão técnica-financeira, que estabeleça os níveis de participação de cada esfera de governo (Federal, estadual e municipal), bem como, eventualmente, da iniciativa privada.

    Porém a primeira fase deve ficar em torno de 1.5 bilhões e envolver 13,2 Km...

    Trajeto

    Em termos gerais, a Linha 2 deveria partir de uma ligação com o percurso já existente (a chamada Linha 1), na Estação Mercado, e seguir pelas vias Borges de Medeiros, Marcílio Dias e Bento Gonçalves, até as proximidades do Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Esse trecho contaria com 11 quilômetros subterrâneos e apenas 2,2 quilômetros em trilhos elevados, acima do chão.

    Ao longo desse caminho, seriam implantadas 14 estações - das quais cinco seriam terminais de integração a rotas de ônibus, mais espaçosas e com local para estacionamento. O antigo trajeto previsto para a Linha 2, que incluia vias como a Assis Brasil e a Cristóvão Colombo, foi considerado menos viável.


    Mapa da Linha 2





    Traçado Antigo

    Last edited by paolapoa; 17th February 2009 at 12:34.

  2.   
     
  3. #2
    Epsilon's Avatar
    Senior Member

    Status
    Offline
    Join Date
    Apr 2008
    Location
    Urano
    Posts
    249
    Liked
    0 times
    Rep Power
    0

    Default

    Bom, pelo valor visto e vendo um exemplo do Japão, acho q deveria com certeza ser privatizado, mas por mais de uma empresa. Digo isso pq no Japão por exemplo, privatizaram a estação de trem principal de Tokyo (a maior do mundo), com mais de 11 empresas. Ou seja, nem precisou de iniciativa público e cash money do estado deles e olhem por quantos anos foram eleitos os melhores trens do mundo...O famoso trem bala, foi boa parte iniciativa privada (50% de domínio do governo nacional e o resto pelas 11 empresas como citei) . Claro q aqui, é sonhar demais e o pior, confiar e privatizar para as empresas certas. Mas pela proporção e apenas agora farão a linha 2, seria o ideal.
    Last edited by Epsilon; 30th April 2008 at 07:29.

  4. #3
    paolapoa's Avatar
    Golden Member

    Status
    Offline
    Join Date
    Mar 2008
    Location
    Porto Alegre, Brasil
    Posts
    11,606
    Liked
    27 times
    Rep Power
    18

    Default

    CORREIO DO POVO
    PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2008

    Copa de 2014 traça roteiro do metrô

    Por exigência da Fifa, primeira etapa deve priorizar trajeto próximo dos estádios da dupla Gre-Nal


    O traçado do metrô de Porto Alegre será voltado à Copa do Mundo de 2014. Para atender às exigências da Fifa sobre sistema de transporte e infra-estrutura para que as cidades sediem jogos do campeonato, a primeira etapa do projeto priorizará um trajeto que passe próximo aos estádios Beira-Rio e Olímpico. A linha deverá ter como ponto de partida o Largo Glênio Peres, no Mercado Público, seguindo pela avenida Borges de Medeiros até o shopping Praia de Belas. Desviando pela rua Marcílio Dias, no bairro Menino Deus, até a avenida Bento Gonçalves, terá chegada no campus Agronomia da Ufrgs. A previsão é de que a abertura do processo de licitação para a elaboração do projeto da obra ocorra neste ano.
    Ainda existem dúvidas quanto à passagem do metrô pela rua Marcílio Dias. Está em estudo a substituição dessa rua por vias mais próximas ao Beira-Rio, como a Botafogo e a Getúlio Vargas, segundo o diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha. Ele ressaltou que as alternativas serão discutidas com a comunidade. A primeira etapa, com previsão de término para 2013, terá 13 quilômetros de extensão – uma parte subterrânea e outra de superfície. O investimento será de R$ 1,5 bilhão, recurso que a Trensurb espera incluir no Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana, que o governo federal lançará ainda em 2008.
    Depois da licitação do projeto, a intenção é abrir um processo em seis meses para a escolha da empresa que executará a obra. 'Não se trata mais de uma linha de transporte, mas de um projeto de desenvolvimento urbano. Outras cidades do mundo têm aproveitado eventos esportivos para promover sua transformação. Não podemos perder essa oportunidade', destaca Cunha.
    A região Norte da cidade, que viveu um boom populacional nos últimos anos, será contemplada apenas na segunda fase das obras, prevista para ficar pronta somente em 2023. Ainda não está definido se a expansão da linha do metrô de Porto Alegre ocorreria pela avenida Assis Brasil ou pela avenida Manoel Elias. A conclusão total da obra – com 37,4 quilômetros e custo previsto de R$ 4 bilhões – poderia ser em 2033, daqui a 25 anos.
    Last edited by paolapoa; 28th May 2008 at 02:54.

  5. #4
    paolapoa's Avatar
    Golden Member

    Status
    Offline
    Join Date
    Mar 2008
    Location
    Porto Alegre, Brasil
    Posts
    11,606
    Liked
    27 times
    Rep Power
    18

    Default

    Zero Hora
    10 de setembro de 2008 | N° 15722

    Eles prometem ser o pai do metrô

    Todos os candidatos disputam a paternidade do futuro metrô de Porto Alegre mas, independentemente de quem vença a eleição, o novo prefeito poderá, no máximo, reivindicar uma vaga de padrinho da obra.

    Apesar dos discursos empolgados, o projeto depende de recursos federais para sair do papel, a obra não poderia ser concluída em uma só administração e o plano que detalha diretrizes é discutido há mais de cinco anos entre município, Estado e União.

    Com protocolo de intenções assinado em junho pelas três esferas de poder, o Sistema Integrado de Transporte seria implantado em três etapas, por três décadas. O sonho é ambicioso, projetando uma rede circular de 37 quilômetros de metrô, a um custo de R$ 3,9 bilhões. O plano prevê melhorias nos sistemas de ônibus, com novo traçado de rotas, bilhetagem eletrônica e 200 quilômetros de melhorias viárias em 13 municípios, para integrar o sistema metropolitano.

    Contando com o anúncio de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana no primeiro trimestre de 2009, a expectativa da Trensurb, responsável pela obra, é iniciar a primeira etapa do metrô em 2010. Se a meta for cumprida, até a Copa de 2014 o novo prefeito poderia ajudar a inaugurar 13 quilômetros de rede subterrânea interligando a Voluntários da Pátria e a Estrada João de Oliveira Remião. Mas faltam passos concretos. O principal deles, segundo o diretor-presidente da Trensurb, Marco Arildo Cunha, é a decisão do governo federal de tocar o projeto.

    – Já teríamos recursos para começar os estudos de licitação, mas tudo depende da decisão federal de fazer a obra. O papel do prefeito é importante para garantir essa mobilização, a União não vai fazer a obra se a cidade não exigir, ou se preferir investir em corredor de ônibus – analisa.

    A partir do aval federal, teriam de ser iniciados projetos de engenharia, de impacto ambiental e de viabilidade econômico-financeira, que demorariam nove meses para serem executados. Coordenador-geral do grupo executivo responsável pelos estudos de integração do transporte público da Região Metropolitana e funcionário público municipal há duas décadas, o arquiteto Severino Feitoza tem convicção de que a eleição não alterará os rumos do projeto.

    – A prefeitura é importante e tem de estar envolvida, claro, mas não é ela quem vai bancar o metrô. Já transcendemos dois governos, no Estado e no município – afirma.

    Feitoza tem motivos para acreditar na solidez do plano – os estudos já consumiram R$ 2,5 milhões, integraram todos os antigos projetos viários existentes e contam com o comprometimento das três esferas de poder:

    – Não tem como voltar atrás, seria um retrocesso muito grande e um desperdício de dinheiro público. Mas o projeto é flexível, podem ser rediscutidas as prioridades de implantação. O metrô sozinho não resolve, só se estiver integrado com os outros sistemas.

    O custo estimado da implantação da primeira etapa do metrô da Capital é de R$ 1,4 bilhão. Pelo menos metade desses recursos poderia ser aproveitada dos R$ 1,3 bilhão assegurados por uma emenda da bancada gaúcha no Congresso ao Plano Plurianual, a ser liberado para a Trensurb até 2011. Mas ainda falta a decisão política. E um bom padrinho, quem sabe.
    Last edited by paolapoa; 11th November 2008 at 00:29.

  6. #5
    paolapoa's Avatar
    Golden Member

    Status
    Offline
    Join Date
    Mar 2008
    Location
    Porto Alegre, Brasil
    Posts
    11,606
    Liked
    27 times
    Rep Power
    18

    Default

    Prefeitura de Porto Alegre
    03/10/08

    Sistema vai integrar metrô aos Portais da Cidade

    Na reunião semanal do Comitê de Integração do Transporte Metropolitano (CITM), realizada hoje, 3, no Centro Administrativo do Estado, o secretário de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Virgílio Costa, revelou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) já sinalizou o interesse em financiar o projeto Portais da Cidade, um novo sistema de circulação e transporte para o Centro da Capital. A prefeitura encaminhou carta-consulta ao BID e na próxima semana enviará representantes ao escritório do banco em Brasília, para dar início às tratativas visando a obtenção do financiamento.

    A integração dos principais projetos de transporte em andamento nos níveis municipal, estadual e federal é o objetivo do plano de trabalho que está sendo elaborado pelo CITM, conforme acordo de cooperação firmado em 30 de junho. Assim, a implantação dos Portais da Cidade deverá se harmonizar com o projeto de expansão do Trensurb, de responsabilidade do governo federal, e com os corredores metropolitanos, uma iniciativa da Metroplan (governo do Estado). Hoje, foram acertados os detalhes do convênio que vai regular o acordo básico de cooperação técnica entre as três instâncias governamentais.

    Presente a reunião, o secretário nacional de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Luiz Carlos Bueno, elogiou os esforços que estão sendo desenvolvidos no Rio Grande do Sul. “Os trabalhos estão muito avançados e agora é tirar os projetos do papel e começar a estruturar o que está previsto nessa integração”, destacou.

    Aeromóvel – Bueno informou ainda que o Ministério das Cidades pretende investir no projeto do aeromóvel como mais uma alternativa de transporte para Porto Alegre e outras capitais, citando Natal, Campo Grande e Florianópolis como interessadas. Em Porto Alegre, o novo modal será vinculado à Trensurb, de forma a integrá-lo também a rede metropolitana de transportes.

    O secretário revelou que o Ministério das Cidades acaba de regulamentar o Programa de Infra-estrututura de Transportes e Mobilidade Urbana, o Pró-Transporte, que já conta com R$ 1 bilhão para investimentos em 2008 e mais R$ 2 bilhões no próximo ano. “É importante que as administrações públicas identifiquem os bons projetos e se habilitem a esses recursos”, destacou Bueno.

    A reunião do CITM foi coordenada pelo secretário-adjunto de Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano do governo do Estado, Luiz Zafalon, e teve a participação do diretor-superintendente da Metroplan, Nelson Lídio Nunes, e de técnicos do Trensurb e dos outros órgãos participantes do Comitê.

    Projetos - O sistema de transporte metropolitano atende mais de 1,65 milhão de usuários por dia, sendo cerca de um milhão em Porto Alegre, 500 mil na região metropolitana e 150 mil através do Trensurb. Porto Alegre conclui os estudos para a implantação dos Portais da Cidade. São três grandes portais recebendo os ônibus procedentes dos bairros, que farão a integração para uma linha exclusiva que circulará entre os portais e 18 terminais na região central.

    O projeto de corredores metropolitanos, da Metroplan, prevê ampliações e melhorias em 200 quilômetros de vias exclusivas para transporte coletivo em Porto Alegre e cidades da região. A expansão do Trensurb vai priorizar na primeira etapa uma linha de 3,2 km, unindo o Centro da capital ao eixo das avenidas Ipiranga e Bento Gonçalves, passando pelos bairros Praia de Belas e Azenha, com início previsto para 2010.
    Last edited by paolapoa; 11th November 2008 at 00:28.

Page 1 of 13 1234511 ... LastLast

Bookmarks

Posting Permissions

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts
  •  
SkyScraperLife.Com © 2006-2013

World Building Database

Download: Fast, Fun, Awesome - Web Stats